Abertas as inscrições para 4ª edição do Ninho Solidário; casais homoafetivos femininos podem se inscrever para ganhar uma FIV gratuita

“Nós Tentantes, Projeto de Vida”, maior rede de apoio do Brasil, apoiada pela Igenomix Brasil, realizou em 2020 a primeira edição do Ninho Solidário. A novidade para 2023 é que três perfis de pacientes serão contemplados

Atualmente, a infertilidade é um problema que afeta aproximadamente 20% dos casais, mas há solução na grande maioria dos casos graças à Reprodução Assistida. Porém, esse não é um caminho simples, podendo ser igualmente cheio de curvas, subidas e descidas, reviravoltas inesperadas… um caminho que ainda assim vale a pena, mas com uma barreira para quem tem esse sonho: o financeiro. É por isso que o “Nós Tentantes, Projeto de Vida” está com as inscrições abertas para o projeto social Ninho Solidário.

O “Nós Tentantes, Projeto de Vida” é a única rede de apoio que oferece gratuitamente tratamento de Fertilização in Vitro (FIV) para famílias tentantes que não tem condições de financiar este sonho no Brasil. Os casais homoafetivos femininos podem se inscrever no projeto a partir do dia 8 de março. A dupla escolhida será contemplada com um tratamento de fertilização completo, realizada em parceria com as clínicas filiadas da plataforma. Para a 4ª edição, os parceiros são o laboratório de biotecnologia, referência em medicina reprodutiva, Igenomix Brasil, a Clínica Pró Nascer do Rio de Janeiro e o banco de sêmen Pro-Seed.

Para participar, a família pode se inscrever no site www.nostentantesprojetodevida.com.br, onde constam o regulamento e o formulário. Karina Steiger, idealizadora do Nós Tentantes, comenta a ação: “O financeiro acaba sendo uma barreira para muitos casais que sonham em ter um filho. Por isso pensamos em todas as configurações de famílias, dando voz à diversidade”.

Em 2022, a terceira edição contemplou um casal homoafetivo masculino. Wallace e Renato atualmente estão no processo de transferência embrionária na clínica Evangelista Torquato, de Fortaleza e não escondem a felicidade de em breve estarem com seu filho nos braços: “Somos eternamente gratos ao Ninho Solidário e a todos os envolvidos. Somente assim temos a possibilidade de realizar o sonho de sermos pais, um sonho muito antigo”, afirma Wallace.

2023: 3 diferentes formas de GERAR AMOR

Karina compartilha uma novidade com exclusividade. Desde o seu surgimento, em 2020, o projeto ocorria anualmente, apenas com uma edição, mas neste ano serão três Ninhos Solidários. As inscrições para o próximo abrem em julho: “Destinado para outro perfil de paciente, para quem precisa de gameta feminino, a ovodoação”, explica Karina. A parceria será feita com a Clínica Feliccità de Curitiba, Igenomix e a WeBank da Argentina, que é um banco internacional de óvulos. Também foi fechada uma colaboração com a nutricionista Jociane Catafesta, para a selecionada ter acompanhamento nutricional para se preparar para a gravidez.

Já a 6ª edição ocorre em novembro pensado para mulheres que precisam de uma amostra de sêmen para a realização da maternidade independente. “Isso é inédito: contar com nossos filiados da plataforma e juntos darmos vida aos sonhos das famílias que apresentam barreira financeira para gerar amor, nos enche de gratidão”, compartilha Karina.

Afinal, embarcar nesse sonho requer paciência, amor, muita bravura, coragem e um pouco mais de ajuda dos outros. E como finaliza Karina, o propósito é ajudar famílias a serem construídas: “gerar as várias formas de amor que são os tratamentos. Queremos transformar centenas de vidas.”

Sobre o Nós Tentantes, Projeto de Vida

Idealizado por Karina Steiger e o marido Pedro Corbetta, casal pioneiro no Brasil ao dizer SIM à Ovorecepção em rede nacional. Após 4 anos de jornada contra a infertilidade, aos 44 anos, Karina conseguiu gerar o Enrico, de 4 anos. Com a ajuda de 200 “titios de alma”, que financeiramente ajudaram o casal para a viagem da vida deles: Espanha.

O Ninho Solidário é o braço social do “Nós Tentantes, Projeto de Vida”.  Nasceu no ano de 2020, quando o casal idealizador recebeu uma mensagem via rede social de uma tentante chamada Eliete e de seu esposo Júnior. Por terem histórias semelhantes, Karina e Pedro criaram o projeto e Eliete e Júnior foram escolhidos para realizarem de forma gratuita um tratamento de FIV, com óvulos doados.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…
Médica da BP conscientiza sobre as características das doenças e os métodos preventivos mais comuns, que envolvem…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS