Fazer histerectomia te coloca automaticamente na menopausa?! Entenda

Ginecologista especialista em menopausa explica a diferença entre fim de menstruação e estar na menopausa

A histerectomia é a cirurgia para remoção parcial ou total do útero e é indicada em casos de miomas uterinos, endometriose, dores pélvicas crônica, câncer de útero/colo do útero ou até em casos de sangramentos vaginais anormais.

“Quando uma mulher se submete a uma cirurgia de remoção de útero, ocorre o fim definitivo dos sangramentos causados pela menstruação, mas ao contrário dos que muitos pensam, ela não entra automaticamente na menopausa.” Explica a Médica ginecologista especialista em menopausa, Dra. Beatriz Tupinambá

A menopausa é o término natural dos ciclos menstruais e da fertilidade, ocorrendo geralmente por volta dos 45 a 55 anos de idade, e só ocorrerá se os ovários também forem removidos ou se pararem de funcionar naturalmente.

“Se os ovários permanecerem intactos e funcionais após uma histerectomia, a mulher pode continuar a ter seus ciclos menstruais e, portanto, não estará na menopausa.” Complementa Dra. Beatriz.

 

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Segundo José Todescan Júnior, membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, a adoção de uma rotina prática…
Além de palestras, edição contará com lançamento da campanha de prevenção à gravidez na adolescência e lançamento…
Ginecologista do CEJAM desmitifica o tema em entrevista A pílula do dia seguinte, um método contraceptivo de…
Especialista destaca a importância do planejamento reprodutivo em meio à crescente tendência de gravidez tardia Trinta e…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS