Ginecologista explica quais alimentos contribuem para a fertilidade

Má nutrição, exposição a poluentes e bebidas alcoólicas podem prejudicar chance de engravidar

Adotar hábitos alimentares saudáveis não só fortalece o sistema imunológico e favorece o bem-estar, como também estabelece um ambiente propício à fertilidade, tanto para homens quanto para mulheres. Uma dieta equilibrada, repleta de bons nutrientes, desempenha um papel importante na busca pela desejada concepção.

Conforme informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), no Brasil, aproximadamente 51,6% da população feminina, até os 49 anos, encontra-se em idade fértil. Quanto à taxa de fecundidade, ela atualmente está em 1,7 filho por mulher, e de acordo com as projeções da População do Brasil por Sexo e Idade para o Período 1980-2050, espera-se uma redução para 1,5 até o ano de 2050.

Segundo a ginecologista Dra. Aline Leite, médica associada à Associação Mulher, Ciência e Reprodução Humana do Brasil (AMCR), a saúde reprodutiva começa no início da vida: “Devemos nos preocupar com a saúde reprodutiva até mesmo na gestação”, afirma. “Quanto mais cedo começar a se cuidar e a cuidar dos seus, menos fatores negativos vão interferir também na saúde geral”, acrescenta a médica.

A exposição a situações de estresse ambiental, má nutrição, durante os períodos iniciais da vida, causa mudanças permanentes nos órgãos e nos sistemas reprodutivos. Quanto maior o tempo e a maior exposição a esses fatores ruins, pior será a consequência para a fertilidade.

Um dos alimentos recomendados pela ginecologista é o mel. Este alimento é rico em nutrientes e vitaminas, incluindo A, C, E e algumas do complexo B, além de ácido fólico. O mel auxilia as mulheres na menopausa, ao prevenir a secura vaginal e reduzir os efeitos dos poluentes no desenvolvimento dos óvulos. Além disso, apresenta a capacidade de melhorar questões relacionadas à ereção e impotência em homens.

“É sempre importante lembrar que alimentação não é remédio e muito menos tratamento. Alimentação nutritiva colabora para a saúde reprodutiva”, salienta a Dra. Aline. “Em contraposição, fumar, estar exposto a poluentes, ingerir bebidas alcoólicas e ter uma alimentação pobre em nutrientes, pode fazer com que o indivíduo não consiga engravidar”, diz.

Outros alimentos que atuam a favor da fertilidade de homens e mulheres adultos, são os grãos. No geral, alimentos que possuam isoflavona: grão de bico e soja, por exemplo. Eles também aliviam efeitos da menopausa, previnem doenças cardíacas e osteoporose e possuem ação protetora contra poluentes.

Contudo, a médica associada à AMCR alerta: “Esses alimentos à base de soja só são interessantes para homens e mulheres na fase adulta. No caso de mulheres no período de gravidez e em crianças e adolescentes, a isoflavona pode causar danos irreversíveis às funções reprodutivas e dos órgãos reprodutores. Isso também vale para sucos e derivados de soja e grãos”.

A Dra. Aline Leite reitera que os alimentos nutritivos e a prática de esportes são fundamentais para promover uma boa saúde reprodutiva e que os organismos de crianças e jovens têm uma capacidade de responder estímulos muito grandes. Por isso, é essencial selecionar os alimentos desde bebês, para que não afetem de forma negativa a saúde geral e reprodutiva.

Sobre a Associação Mulher, Ciência e Reprodução Humana do Brasil (AMCR)

A AMCR – Associação Mulher, Ciência e Reprodução Humana do Brasil – é uma entidade sem fins lucrativos, suprapartidária. Fundada em março de 2021, pela médica ginecologista, Prof. Dra. Marise Samama, possui 47 associadas, pós-graduadas da área da saúde, distribuídas em todas as regiões do Brasil. A associação é fruto da vontade dessas mulheres (cientistas, médicas, biomédicas e profissionais de saúde), que defendem a igualdade de oportunidade entre gêneros, reconhecimento e valorização da mulher e da ciência e atuação das mulheres nas áreas de saúde feminina e Reprodução Humana. Para saber mais informações, acesse o site.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Considerada a segunda doença mais frequente entre mulheres na sua fase reprodutiva, endometriose pode levar até sete…
Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS