Infertilidade e câncer de próstata: saiba o porque as doenças são interligadas

Doença que mais atinge os homens pode causar infertilidade afirmam especialistas

O câncer de próstata é o segundo tipo da doença que mais afeta os homens, de acordo com informações do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Localizada na parte abaixo do abdômen, a próstata é uma glândula que fica na frente do reto e embaixo da bexiga urinária que tem como intuito colaborar na produção do fluido seminal que ajuda na nutrição e transporte do esperma.

O mês de novembro passou a ganhar a campanha “Novembro Azul” em 2011 com o objetivo de conscientizar a população, principalmente a masculina, a se atentar em relação à doença e realizar os exames preventivos como o exame de próstata.

Por conta do tabu existente aos cuidados com a saúde masculina e muito preconceito por parte dos próprios homens em realizar o exame, muitas vezes, a doença é descoberta em estágio avançado.

“Quando esses sintomas se manifestam , 95% dos homens já estão com a doença em estágio avançado, com pouca chance de cura. Por isso, embora ainda exista muito preconceito, a melhor forma de se proteger é realizar os exames preventivos e procurar um urologista periodicamente para acompanhar a saúde de forma global,” afirma Dr. João Paladino, urologista da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva.

Paladino explica que a doença pode ser prevenida a partir da adoção de hábitos saudáveis na rotina do paciente. Já que quanto mais cedo o paciente começar a se cuidar, maiores serão as chances de evitar o câncer de próstata, mesmo em homens com idade avançada ou histórico familiar.

“Entre os hábitos estão ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas, controlar o peso corporal, evitar o tabagismo e bebidas alcoólicas ou o consumo exagerado delas, manter suas consultas de rotina em dia”, afirma o especialista.

Qual a ligação com a infertilidade?

O especialista em reprodução humana, Dr. Nilo Frantz, explica que os homens que irão se submeter a tratamentos oncológicos podem ficar inférteis. O motivo é que de acordo com o estágio do câncer, o tratamento quimioterápico ou radioterápico é indicado e essa medicação pode contribuir para a diminuição da capacidade reprodutiva masculina.

“Assim como as mulheres que ao descobrirem algum tipo de câncer têm a opção de congelar óvulos, os homens também podem congelar seus sêmens para preservar a sua fertilidade caso queira ter o seu primeiro filho ou ampliar a família”, afirma Frantz.

No procedimento, o sêmen é congelado a uma temperatura de -196ºC para ser utilizado em uma futura fertilização. E ao ser descongelado será utilizado posteriormente em tratamentos de fertilização in vitro ou inseminação artificial.

Os especialistas recomendam que ao descobrir a doença, é importante que o paciente passe por tratamento psicológico, já que é um choque descobrir uma doença agressiva como o câncer é muito grande.

“Além do câncer, descobrir que o tratamento pode mexer com a fertilidade também não é algo fácil. É necessário acompanhamento e muita escuta ativa para que o paciente consiga lidar com suas emoções e a enxergar novas possibilidades”, explica Frantz.

Sinais de alerta

  • Homens com mais de 50 anos tendem a ter maior incidência da doença;
  • Homens obesos ou com sobrepeso têm mais chances de contrair a doença;
  • Histórico familiar pode interferir já que a chance de adquirir a doença é maior em famílias que já tiveram casos da doença;
  • Existe maior incidência de casos de câncer de próstata em homens negros.

Sintomas em estágio avançado

  • Disfunção erétil;
  • Sangue na urina ou no sêmen;
  • Micção frequente;
  • Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés;
  • Fluxo urinário fraco ou interrompido; entre outros.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

A infertilidade é uma doença silenciosa e que a cada ano que passa vai atingindo mais pessoas…
Concentração de espermatozoides que os homens liberam durante a ejaculação caiu mais de 50% nos últimos 50…
Brasil realiza mais de 70 mil cirurgias bariátricas por ano: acompanhamento médico é essencial para garantir a…
Com a entrada em vigor da Resolução CFM Nº 2.336, ocorreram importantes mudanças nas regras relacionadas à…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS