Menopausa precoce: descubra como identificar os sintomas e o tratamento adequado

Plataforma de saúde oferece o seguro Bem-Estar exclusivo para a saúde da mulher

A menopausa precoce, também conhecida como menopausa prematura ou insuficiência ovariana primária, influencia a qualidade de vida das mulheres. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) indicam que a menopausa precoce ocorre antes dos 40 anos e afeta 1% das mulheres. No entanto, existe a possibilidade de acontecer também entre os 40 e 45 anos de idade, atingindo aproximadamente 5% das mulheres.

Os sintomas são semelhantes aos da menopausa natural, sendo que algumas mulheres não relatam queixas. No entanto, a maioria começa a experimentar episódios de ondas de calor, suores noturnos, mudanças de humor, dificuldade para dormir, ressecamento vaginal, diminuição da libido, ganho de peso e um aumento do risco de osteoporose e doenças cardiovasculares. A carência prematura de hormônios estrogênicos também pode trazer problemas de fertilidade, o que representa um desafio especialmente para àquelas que desejam engravidar.

Por isso, é fundamental estar em dia com os exames e consultas de rotina com médicos especializados e a plataforma VidaClass Saúde disponibiliza soluções e cuidados, democratizando o acesso à saúde de qualidade em todas as regiões do País com custos acessíveis, principalmente para quem não pode arcar com os altos custos de um plano de saúde convencional.

“O diagnóstico requer a realização de exames de sangue e de imagem com o propósito de avaliar a saúde dos ovários e analisar os níveis hormonais, principalmente para descartar outras possíveis causas de alterações no ciclo menstrual em mulheres com menos de 45 anos”, afirma Vitor Moura, CEO da VidaClass Saúde.

Voltado principalmente ao público feminino, o seguro Bem-Estar, a Plataforma oferece consultas e exames, assistência domiciliar, assistência automóvel, educacional, nutricional, natalidade, cesta básica, além dos clássicos seguro de vida e assistência funeral. Além disso, o serviço inclui assistência em situações de detecção de câncer em mulheres.

Ainda não existe um tratamento que possa recuperar completamente a função regular dos ovários, mas há opções de tratamento para diminuir alguns sintomas associados à menopausa precoce para minimizar os riscos à saúde da mulher, tais como:

  • Terapia hormonal de reposição: visa evitar os efeitos indesejados resultantes da baixa produção hormonal;
  • Estrogênio intravaginal: pequenas quantidades de estrogênio aplicadas na vagina podem ser utilizadas para aliviar a sensação de ressecamento;
  • Atividade física e dieta adequada: incorporar atividades como caminhadas, ciclismo e exercícios de fortalecimento muscular, juntamente com uma alimentação equilibrada, pode reduzir os sintomas associados à menopausa precoce. Na dieta, é recomendado privilegiar o consumo de alimentos ricos em cálcio para reduzir os riscos de osteoporose;
  • Antidepressivos: em situações em que a terapia hormonal não é uma opção, outros tipos de medicamentos, como antidepressivos, podem ser prescritos para aliviar sintomas como as ondas de calor;
  • Técnicas de reprodução assistida: como a fertilização in vitro: uma alternativa viável para mulheres que desejam conceber;
  • Tratamento de condições subjacentes: quando a insuficiência ovariana é decorrente de alguma condição médica, é essencial tratar essa condição de base de forma adequada.

Para saber mais, acesse: Link

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…
Médica da BP conscientiza sobre as características das doenças e os métodos preventivos mais comuns, que envolvem…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS