MSD Brasil promove ação de conscientização e arte sobre tumores femininos no Parque Villa Lobos

Com o título de #souobradearte, ativação tem como objetivo aumentar awareness sobre a doença

A MSD Brasil promove de 20 de setembro a 19 de outubro uma iniciativa que une conscientização e arte no Parque Villa Lobos, em São Paulo. A ação tem como objetivo mergulhar no universo feminino e compartilhar informações cruciais sobre o câncer de mama e tumores ginecológicos. Criada em parceria com a agência Greenew Publicidade, full service com especialização em indústria farmacêutica e campanhas de disease awareness, “#souobradearte” acontecerá até 19 de outubro, das 10h às 16h durante a semana, e das 8h às 17h aos finais de semana.

O espaço criado próximo ao portão 3 do Parque Villa Lobos é uma plataforma para conscientização e compartilhamento de conhecimento sobre prevenção, diagnóstico e tratamento dessas doenças que afetam milhares de mulheres em todo o Brasil. A iniciativa também busca inspirar e dar esperança por meio de histórias de mulheres que venceram o câncer.

Uma das atrações da ação é uma exposição de obras de arte que retratam de forma poética o autocuidado, autoestima, resiliência e a força feminina. Os visitantes terão a oportunidade de apreciar as criações de artistas talentosas, como Iracy Campos, Aline Fraga, Mariana San Martin, Jade Matos e Maísa, que compartilham suas interpretações e histórias inspiradoras por meio da arte. Algumas das próprias artistas passaram pelo processo de tratamento da doença.

Além das obras de arte, o espaço “#souobradearte” no Parque Villa Lobos também conta com totens informativos que fornecerão informações essenciais sobre prevenção e sintomas relacionados ao câncer de mama e tumores ginecológicos. Os visitantes também podem assistir a vídeos com depoimentos de mulheres que contam a sua jornada de recuperação do câncer. Profissionais de saúde estarão à disposição durante todos os dias da exposição para responder a perguntas e oferecer orientações aos visitantes.

“Nosso principal objetivo é levar à população conhecimento, por meio, por exemplo, de peças anatômicas que exemplificam o autoexame na mama, e conexão ao nos depararmos com obras tão poderosas de artistas que trouxeram peças exclusivas para a exibição”, afirma Sandra Monteiro, diretora de Oncologia da MSD. “O paciente está sempre no centro das nossas decisões e desejamos que, ao proporcionar uma intervenção urbana como essa, possamos proporcionar no aumento do diagnóstico precoce e no cuidado da mulher neste processo de autoconhecimento e prevenção”, finaliza Sandra.

A ação não se limita ao parque; ela se estende às redes sociais por meio de influenciador digital. A atriz, apresentadora e comunicadora Ana Furtado, utilizará seus perfis para convidar seus seguidores a participar dessa importante iniciativa de conscientização e compartilhar informações valiosas sobre o câncer feminino.

“É uma exposição didática sobre o tema, uma campanha de awareness sobre o autoconhecimento do próprio corpo e a importância de manter os exames em dia. A escolha do Parque Villa Lobos se deu pela oportunidade de envolver toda família nessa conscientização”, explica Marina Castelo Branco Porchat de Assis, sócia da Greenew.

A MSD do Brasil e a agência Greenew acreditam que, ao unir arte e conscientização, podem contribuir significativamente para a educação e o apoio às mulheres que enfrentam essas doenças.

O espaço “#souobradearte” está localizado próximo ao portão 3 do Parque Villa Lobos e é aberto ao público.

SERVIÇO
Data: 20 de setembro a 19 de outubro
Horário: 10h às 16h durante a semana, e 8h às 17h aos finais de semana
Local: Próximo ao Portão 3 do Parque Villa Lobos

EXPOSIÇÃO – Artistas e obras

Nome: Aline Fraga Seelig (São Paulo)
Obra: Totem
Técnica mista: acrílica e spray
Dimensão: 80/100 cm
Descrição: A obra foi inspirada no corpo feminino e a importância do autocuidado significa olhar para dentro. Esta obra representa mulheres e suas belezas. Cores alegres e vivas, somos potência e precisamos ficar sempre atentas com nossos corpos.

Nome: Iraci Della Campos (Rio de Janeiro)
Obra: Fênix
Técnica: escultura e modelagem em terracota
Formato: 24×18,5×16,5 cm sobre base de madeira de 22,5×20,5x4cm
Descrição: Solidária com todas as mulheres que sofrem ou sofreram com câncer feminino, criei a “Fênix”, que representa uma mulher mastectomizada em recuperação de um câncer de mama. Como uma fênix, ela ressurge de um período nebuloso, mas, como é otimista, sabe que para sua total recuperação também é necessário que sua autoestima esteja elevada, por isso decidiu fazer a reconstrução da mama e caprichar no autocuidado.

Nome: Mariana San Martin (Rio Grande do Sul)
Obra: Colo
Técnica: desenho e costura sobre tela
Formato: 80x90x4 cm
Descrição: Extremamente relacionado ao feminino, o cobre já foi relacionado à vida eterna, à cura, à Vênus e à fertilidade. Recriar, com fios de cobre, a imagem da lesão de colo do útero que a própria artista retirou em 2021, em um lento processo de costura, remete a uma espécie de ritual transformador e protetivo.

Nome: Jade Matos (Recife)
Obra: Mil Mulheres em Mim
Técnica: acrílica
Tamanho: 80×80 cm
Descrição: A obra “Mil Mulheres em Mim” celebra a resiliência feminina diante do câncer de mama. Seu jardim em branco convida mulheres a reescreverem suas histórias, transformando cicatrizes em esperança. Um refúgio onde a dor se torna beleza, a vulnerabilidade se fortalece e a solidão desaparece na comunhão. Cada pincelada lembra que, juntas, as mulheres superam desafios, florescendo como um jardim de resiliência, celebrando a vida, a cura e a capacidade infinita do espírito feminino de se reinventar.

Nome: Maísa Lima (São Paulo)
Obra: Fluída
Técnica: mista – acrílica e posca
Formato: A3 29,7x 42 cm
Descrição: Meu corpo, aglomerado de vida, misterioso como o corpo d’água, vale-me quanto saber de onde és a nascente e para onde escorre?

Obra: Florescendo de Dentro para Fora
Técnica: mista – acrílica e posca
Formato: A3 29,7x 42 cm
Descrição: Em minha obra retrato o potencial da força feminina que traz vida ao mundo. Funções de imensa sabedoria natural, a incrível beleza e fonte original que floresce o mundo.

Nome: Niloufar Rezaei (Irã)
Obra: Almas
Técnica: Tinta acrílica sobre tela
Formato: 30×40 cm
Descrição: A obra foi pintada inicialmente como uma pintura abstrata. É rica em detalhes, trazendo referência ao corpo e as células, além disso pode trazer múltiplas interpretações, como o retrato de uma mulher e seu reflexo que precisa enfrentar a nova realidade após o diagnóstico do câncer.

Nome: Andrea Ramalho Miranda (São Paulo)
Obra: Inner Sky
Técnica: Obra mista (aquarela, crayon, nanquim e fotografia) sobre
tela em lona de algodão esticada em chassi
Formato: 1m x 80cm
Descrição: As linhas parecem frágeis, porém podem se tornar marcantes na duplicidade de sentidos e contrastes. Manchas e borrões expressam uma contraditória comunicação, uma fronteira borrada. A pintura representa o universo feminino que é estampado por marcas e potências. Olhar ambíguo que mostra e ao mesmo tempo esconde. Denuncia algo que nunca foi revelado. Há um desejo em comunicar, mas os afetos são desconhecidos. Olhares, marcas e silêncios escondidos no corpo feminino revelam um estranho familiar.

Nome: Amanda Iannone (São Paulo)
Obra: Sem Título
Técnica: Escultura em madeira cedro rosa e caxeta
Formato: 27cm x 15cm x 15cm
Descrição: Ao olhar para a obra, me pergunto: O que deixamos? O que levamos? O que nos tornamos? A constante para nós meramente humanos em brutos conflitos bruscos, porém sempre a frente do que deixou marcado na gente.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…
Médica da BP conscientiza sobre as características das doenças e os métodos preventivos mais comuns, que envolvem…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS