Ondas de calor na menopausa podem indicar maior risco para doenças cardíacas e motoras

Estudos recentes (não publicados) divulgados na reunião anual da The Menopause Society, na Filadélfia, nos EUA, descobriram que as ondas de calor intensas durante a menopausa,estão associadas a um aumento na proteína C-reativa. Essa proteína é um marcador de doença cardíaca futura e também pode ser usado como um biomarcador sanguíneo que pode diagnosticar a doença de Alzheimer.

Levando em consideração que 75% das mulheres vão apresentar esse sintoma se atingirem a idade em que a menopausa inicia, entre 45 e 55 anos, os dados são preocupantes e o sintoma deve ser monitorado pelas mulheres. Hoje, apenas 50% fazem tratamento para combater os sintomas da menopausa, conforme estudo realizado por pesquisadores brasileiros.

A femtech Plenapausa, voltada para mulheres na menopausa, acompanha de perto essas pesquisas e trabalha com uma linha de suplementos destinada a amenizar os sintomas da menopausa, garantir qualidade de vida, além de levar informação para as mulheres na menopausa. “Como todo novo negócio, nós iniciamos a plataforma ouvindo o nosso público-alvo: mulheres na menopausa. Após a coleta dos relatos identificamos os cinco principais sintomas e, com isso, partimos para a fase de criação dos suplementos, buscando entregar em produtos soluções para aliviar e levar maior conforto para essas mulheres”, conta a fundadora e CEO da Plenapausa, Marcia Cunha.

Os três suplementos da marca – PlenaAtive, PlenaVita e PlenaLuna – foram desenvolvidos com a missão de aliviar os cinco principais sintomas da menopausa: falta de energia, baixa libido, alteração de humor, insônia e ansiedade. Esses sintomas impactam cerca de 80% das mulheres durante a menopausa, conforme pesquisa realizada pela femtech com mais de 1000 mulheres.

Vale ressaltar que a menopausa é um processo biológico que faz parte da vida da mulher e requer cuidados e atenção. Conhecer os seus sintomas, riscos e formas de aliviar e conviver de forma saudável com os sintomas é fundamental e garantem uma vida mais tranquila para as mulheres.

Plenapausa

Primeira Femtech no Brasil com foco na saúde da mulher a partir da menopausa. Entendendo que hoje, no Brasil, são cerca de 35 milhões de mulheres em idade menopausal e 85% delas sentem os sintomas em maior ou menor grau. Ainda que parte do público feminino desconheça os sintomas, a Plenapausa tem como missão gerar informação, cuidado e tratamento às mulheres durante essa fase, que a partir de pesquisas e dados, busca constantemente criar soluções efetivas para esse público. Recentemente a startup foi aprovada para o maior programa de aceleração da América Latina, o Inovativa Brasil.

Márcia Cunha

Fundadora e CEO da Plenapausa, Márcia é empreendedora de segunda viagem, graduada em Economia e MBA em Gestão Estratégica de Negócios pela FGV. Sempre inserida no universo feminino, formou-se em Psicanálise pelo CEP SP, a fim de compreender ainda mais as mulheres. Ela é Business and Executive Coach formada pelo ICI, possui mais de 18 anos de experiência profissional e atuou em organizações nacionais e multinacionais de grande porte como Alcoa, Delphi, Vivo e Epay Worldwide.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Considerada a segunda doença mais frequente entre mulheres na sua fase reprodutiva, endometriose pode levar até sete…
Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS