Qual a importância da alimentação no tratamento da Síndrome do Ovário Policístico?

A orientação nutricional é fundamental no tratamento dos Ovários Policísticos. Fatores que influenciam no estilo de vida, como prática de exercícios físicos, seleção dos alimentos consumidos e suplementação são fundamentais para a amenizar os sintomas

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é uma complexa desordem endócrina, reprodutiva e metabólica que tem como principais sintomas a acne, excesso de pelos corporais, queda de cabelo e depressão. Complicações metabólicas importantes como a diabetes, dislipidemia, obesidade e hipertensão tem uma relação muito próxima com essa condição, por mais que ainda não haja um consenso sobre o sentido de causa e efeito.

Para amenizar os sintomas, além de acompanhamento médico, a indicação é manter uma alimentação saudável, praticar exercício físico e ter uma rotina de sono regular. Em alguns casos, a suplementação de vitaminas e minerais também age de forma positiva no tratamento.

O poder da alimentação no tratamento da SOP

Carolina Sommer Mazon, Farmacêutica e Diretora Técnica da Equaliv, afirma que “a prática de exercício físico regular associada ao acompanhamento nutricional para redução calórica e adequação da alimentação podem ser determinantes no tratamento”. A profissional ressalta que a principal caracterização da SOP é o excesso de andrógenos, que induz a resistência à insulina e a hiper insulina compensatória. Uma dieta balanceada pode auxiliar no controle de andrógenos e reduzir os sintomas.

Carolina explica que os sintomas da SOP estão diretamente relacionados ao perfil lipídico e a resistência à insulina. Por isso, “deve-se evitar alimentos muito calóricos, de alto índice glicêmico e ricos em gorduras”.

A farmacêutica cita cinco alimentos que devem ser evitados por portadores de SOP:

  1. Pão
  2. Massas
  3. Biscoitos e cereais industrializados
  4. Refrigerante
  5. Sobremesas ricas em açúcares

“Uma alimentação saudável, rica em antioxidantes e que promova uma microbiota mais balanceada também promove a redução do risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis”, conta a profissional. Ela ressalta a importância do consumo de proteínas, alimentos ricos em fibras e optar por uma proporção maior de gorduras insaturadas em relação às saturadas.

Assim, os seguintes alimentos contribuem no tratamento da patologia:

  1. Frutas ricas em fibras, como as frutas vermelhas
  2. Grãos e castanhas
  3. Peixes e carnes magras
  4. Carboidratos complexos e de baixo índice glicêmico, como batata, banana, arroz integral ou parboilizado, inhame e lentilha

Suplementação de vitaminas e minerais no tratamento do SOP 

Carolina explica que a suplementação também tem um papel importante no tratamento. Ela cita alguns suplementos e vitaminas que podem auxiliar nos sintomas da SOP:

  1. Magnésio Inositol: É favorável no controle de distúrbios metabólicos, visto que é essencial em patologias como diabetes, distúrbios neurológicos (depressão), doenças cardiovasculares e hipertensão, que são sintomas da SOP.
  2. Vitamina D: Especialmente para aquelas que desejam engravidar e tem o diagnóstico de SOP, a sua suplementação pode ser uma estratégia importante a ser considerada junto aos especialistas que acompanham o paciente. A vitamina D tem efeito anti-inflamatório e de redução do hormônio anti-mulleriano, que é secretado pelos folículos em desenvolvimento e cujo excesso está relacionado à Síndrome dos Ovários Policísticos.
  3. N-acetilcisteína (NAC): Estudos demonstraram redução considerável nos níveis de andrógenos e de testosterona e em pessoas com SOP, além de um aumento na sensibilidade periférica à insulina.
  4. Ômega 3: Está associado a melhora da sensibilidade a insulina, principalmente em estados de eutrofia ou excesso de peso, que é um sintoma da Síndrome dos Ovários Policísticos. Além disso, o Ômega 3 possui papel importante na redução do estresse oxidativo e regulação da expressão gênica anormal em pacientes com SOP, auxiliando em parâmetros reprodutivos.

Durma bem

Outro ponto importante no tratamento da SOP é o sono.  Por ser uma patologia associada a distúrbios endócrinos, existe uma associação à alteração do ciclo circadiano. Por isso, pacientes podem vivenciar alterações na duração ou no início do sono, dificuldades em manter ou acordar e apneias obstrutivas. Esses sintomas possuem associação com o hiperandrogenismo e excesso de peso causados pelo aumento da testosterona. Todos estes fatores contribuem na alteração do humor, bem-estar, atenção e desempenho nas funções do dia a dia.

Carolina destaca que “o equilíbrio ou a perda de peso tem um papel fundamental no controle dos distúrbios metabólicos. Sendo assim, a prática de atividades físicas associadas ao acompanhamento nutricional pode ser determinante no tratamento”.

A farmacêutica explica a importância de um controle rigoroso de hábito de vida saudável, o que exige o acompanhamento de profissionais capacitados, com um time multidisciplinar que envolva ginecologista, endocrinologista, neurologista, nutricionista e psicólogo.

Através da loja virtual da Equaliv, é possível adquirir os suplementos com praticidade e recebê-los no conforto da sua casa: https://www.lojaequaliv.com.br/.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Apenas 47% das pessoas que se declaram bi, lésbicas ou trans se consultam regularmente. Homens trans necessitam…
Como a integração de elementos de design melhora o bem-estar emocional dos pacientes  …
Para a Dra. Waleska de Carvalho, ginecologista e obstetra da AMCR, mudanças sociais e fatores de saúde…
Valores podem chegar a até R$ 50 mil no Brasil, e, mesmo assim, técnica não garante a…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS