Quer engravidar? Conheça 12 causas que dificultam o processo

A gestação é um sonho para milhares de pessoas ao redor do mundo. De acordo com uma pesquisa do Datafolha realizada em janeiro deste ano, 7 em cada 10 mulheres no Brasil são mães, o que representa 69% das mulheres entrevistadas.

Mas nem todos possuem facilidade para alcançar o resultado desejado, que é ter um bebê, pois existem diversas causas que podem fazer com que esse sonho se torne um caminho dificultoso, porém, possível.

O especialista em reprodução humana, Dr. Nilo Frantz, da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva, da Nilo Frantz Medicina Reprodutiva em São Paulo, apresenta 12 motivos que podem interferir em uma gestação, conheça quais são as causas e se atente aos sinais.

Infertilidade

De acordo com a Organização Mundial da Saúde é considerado infértil a pessoa ou o casal que está tentando engravidar no período de 12 meses sem uso de preservativos e métodos contraceptivos, assim como no caso de mulheres que já possuem 35 anos, que o prazo cai para 6 meses. Se neste período de tempo não ocorrer a gestação, é preciso procurar um especialista e investigar o caso.

“A infertilidade é uma doença frequente que atinge cerca de 15% dos casais em idade reprodutiva. Isso significa que homens e/ou mulheres apresentam dificuldades para conceber, o que pode ser causado por diferentes motivos”, afirma Frantz.

Endometriose

Considerada uma das principais causas da infertilidade feminina, a endometriose acontece, segundo o especialista, quando o endométrio que é o tecido que reveste o útero e que deveria descamar na forma de menstruação quando não há fecundação do óvulo, acaba indo para outras partes do corpo, ou seja, a endometriose ocorre quando pedaços do endométrio se implantam no lado exterior do útero.

“Desta forma, esse problema pode gerar uma aderência nos ovários impedindo que o óvulo seja liberado. O que pode causar obstrução das trompas, impossibilitando a chegada dos espermatozoides ao óvulo. Por isso, é importante que o quadro seja diagnosticado para ser tratado devidamente”, explica Frantz.

Síndrome dos Ovários Policísticos

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é um distúrbio hormonal que atinge cerca de 10% da população feminina em idade reprodutiva que contribui à formação de cistos nos ovários, que podem variar de tamanho.

“A SOP pode atrapalhar em uma possível gravidez e seus principais sinais são menstruação irregular, alta produção de testosterona e a presença de microcistos nos ovários”, afirma o especialista.

Alterações no esperma

Homens com baixo número de espermatozoides, problemas de motilidade, e de morfologia apresentam mais dificuldades de conseguir alcançar uma gravidez.

Obstrução dos canais ejaculatórios

Homens que apresentam obstrução dos canais ejaculatórios por infecções, por vasectomia ou ainda azoospermia obstrutiva também irão necessitar da ajuda de um tratamento para engravidar. Para descobrir se os homens possuem esse problema também é necessário consultar um especialista.

Peso

Mulheres com o Índice de Massa Corporal maior ou menor do que o ideal pode apresentar problemas para engravidar. Por outro lado, quando a porcentagem de gordura corporal é muito baixa, ela é insuficiente para a produção adequada de hormônios, como, por exemplo, a testosterona e o estradiol, o que prejudica a concepção.

Idade da mulher

De acordo com Frantz, as mulheres já nascem com a reserva ovariana cheia e com o tempo esse estoque de gametas vai diminuindo, o que significa que quanto mais o tempo passe, mais a capacidade reprodutiva feminina também seja prejudicada.

“Dessa forma, a partir dos 35, as chances da mulher engravidar vão decaindo gradativamente até ela chegar à menopausa, o que ocorre por volta dos 50 anos”, afirma o especialista.

Menopausa precoce

A menopausa é a fase da vida da mulher quando acontece a interrupção natural da menstruação. Isto se dá porque os hormônios femininos como o estrogênio e a progesterona já não são mais produzidos pelos ovários, interrompendo o processo de ovulação.

Normalmente a menopausa acontece por volta dos 45 e 55 anos de idade, porém pode ocorrer em mulheres antes dos 40 anos, o que é chamado de menopausa precoce.

Infecções sexualmente transmissíveis (ISTs)

As infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) não tratadas podem provocar um quadro de inflamação em toda a pelve, impedindo a gravidez. Nesse sentido, doenças como a gonorréia ou clamídia também prejudicam todo o processo reprodutivo da mulher. Em caso de suspeita de alguma dessas infecções, procure uma avaliação médica.

Estresse e quadros ansiosos

Não é segredo para ninguém que problemas psicológicos como estresse e ansiedade afetam diretamente a vida de qualquer pessoa. E no processo de gestação não seria diferente, no caso da ansiedade é liberado o cortisol, hormônio que altera a menstruação, o que pode fazer até mesmo a mulher não ovular.

Problemas hormonais

O descontrole de hormônios sexuais femininos como estrógeno e progesterona podem afetar uma gestação, já que eles possuem papéis fundamentais no controle da ovulação.

Frantz afirma que o aumento da prolactina e problemas na tireoide, como no caso de hipotireoidismo e o hipertireoidismo, também prejudicam a ovulação e o ciclo menstrual.

Medicamentos

Frantz afirma que alguns medicamentos também podem dificultar uma futura gravidez, entre eles estão os remédios indicados para epilepsia, depressão e ansiedade, que além de alterarem o ciclo menstrual, podem mexer com a fertilidade feminina.

“É de extrema importância que a mulher que faça o uso de medicamentos para essas e outras doenças procure seu ginecologista ou um especialista em reprodução caso queira engravidar e saber de que forma poderá seguir com seu tratamento”, explica o especialista.

NOTÍCIAS
MAIS LIDAS

Considerada a segunda doença mais frequente entre mulheres na sua fase reprodutiva, endometriose pode levar até sete…
Uma em cada dez mulheres no mundo podem sofrer com o problema de saúde De acordo com…
O principal cuidado em relação aos miomas é a realização de exames periódicos, afirma o  especialista em…
Diante do crescimento alarmante dos casos e mortes em 2024, a especialista do Hospital Digital Vitta, do…

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER E REVISTAS